Regulamento 

I – DOS OBJETIVOS:

Art.1º O II SAUÍPE FEST DE VÔLEI MASTER INTERNACIONAL 2019 tem como objetivo a integração social entre as participantes e seus convidados através da prática sadia do esporte, democratizando e promovendo o Voleibol Master, o lazer e o turismo.

 

II – LOCAL E DATA:

O evento será realizado de 05 a 10 de novembro de 2019 no Sauípe Resorts, situado, na Rodovia BA 099, Km 76, s/n - Linha Verde, Mata de São João – Bahia – Brasil.

 

III – DA PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO

Art.2º O II SAUÍPE FEST INTERNACIONAL DE VÔLEI MASTER 2019 será promovido, realizado, coordenado e organizado pela Associação Desportiva Vôlei Mãozinha – ADVM3, situada à rua Ministro Thompson Flores, 47, Horto Florestal, São Paulo, em parceria com a Primordial Operadora e Turismo Ltda (Operadora Oficial do evento), situada na Av. São Luiz, 112 - Conj. 1601 - República, São Paulo - Brasil.

 

IV- DA PARTICIPAÇÃO

Art.3º Poderão participar do evento, atletas de clubes, empresas, agremiações ou grupos de amigas (os) constituídos para esse fim, e de agremiações de países que mantenham relações diplomáticas com o Brasil, com autorização e aceitação da organização do evento.

 

V- DAS EQUIPES E CATEGORIAS

Art.4º Os jogos do II SAUÍPE FEST INTERNACIONAL DE VÔLEI MASTER 2019 serão disputados entre equipes femininas e masculinas, assim discriminadas:

 

Feminino:   Equipes 6x6 -  Categorias: 30+, 40+, 45+, 50+, 55+ e 60+

Masculino: Equipes 4x4 -  Categorias: 40+, 50+ e 60+

 

Feminino:

30+: Atletas com idade a partir de 30 anos, nascidas até o ano de 1989

40+: Atletas com idade a partir de 40 anos, nascidas até o ano de 1979

45+: Atletas com idade a partir de 45 anos, nascidas até o ano de 1974

50+: Atletas com idade a partir de 50 anos, nascidas até o ano de 1969

55+: Atletas com idade a partir de 55 anos, nascidas até o ano de 1964

60+: Atletas com idade a partir de 60 anos, nascidas até o ano de 1959

 

Masculino:

40+: Atletas com idade a partir de 40 anos, nascidos até o ano de 1979

50+: Atletas com idade a partir de 50 anos, nascidos até o ano de 1969

60+: Atletas com idade a partir de 60 anos, nascidos até o ano de 1959

 

Parágrafo único: Não poderão participar do evento atletas “federados” em 2018 e 2019, nas categorias abaixo:

Feminino: 30+ e 40+

Masculino: 40+

 

  

VI- DA INSCRIÇÃO:

Art.5º As inscrições das equipes deverão ser feitas em formulário próprio para esse fim, disponível no site da ADVM3, www.voleimaozinha.com.br. A inscrição da equipe será aceita e efetivada a partir do momento da comprovação e envio do pagamento para a organização do evento.

O valor da inscrição por equipe e por categoria são 4X de R$ 400,00 (ato, 30, 60 e 90 dias).  Prazo final de inscrição 15/05/19 ou até o término das vagas.

Art.6º No feminino as equipes deverão inscrever, obrigatoriamente, no mínimo 9 e no máximo 12 atletas.

Art.7º No masculino, as equipes deverão inscrever, obrigatoriamente, no mínimo 5 e no máximo 7 atletas.

Parágrafo único: Referente aos artigos 6º e 7º, as equipes inscritas em mais de 1 categoria, se necessário, poderão incluir na relação nominal oficial da equipe, apenas 1 atleta de categorias acima, desde que esteja inscrito pela mesma agremiação, clube ou time.

Art.8º Será obrigatório antes do início de todos os jogos, a apresentação de documento oficial de identificação.  Serão aceitos somente documentos originais ou xerox autenticada em cartório do RG, CNH, carteiras funcionais de Conselhos Estaduais e Federais e Passaporte.

 

Parágrafo 1º: A relação nominal definitiva (ficha de inscrição),deverá ser entregue à organização do evento até 15/05/19. De 16/05/19 até o início do 1º jogo da competição (06/11/2019) qualquer alteração na relação nominal, incluindo ou substituindo nomes, será cobrado uma taxa de R$ 150 por alteração.

 

Parágrafo 2º: A participação no II SAUÍPE FEST INTERNACIONAL DE VÔLEI MASTER 2019, é EXCLUSIVA para os atletas, amigos e familiares que fizerem a reserva dos pacotes terrestres através da Operadora Oficial do evento: PRIMORDIAL OPERADORA E TURISMO LTDA. Os valores e informações estão disponíveis no site:  www.primordialoperadora.com.br

 

Parágrafo 3º: O atleta que descumprir os dispostos nos itens V e VI estará impedido de participar do torneio, sem devolução dos valores de inscrição e participação do evento.

 

VII- DAS DISPOSIÇÕES TÉCNICAS

Art.9º Os jogos do Torneio serão disputados em quadras de areia montadas em uma área interna do Sauípe Resorts.

 

Art.10º As regras do jogo, serão as adotadas pela entidade dirigente do voleibol internacional (FIVB), acrescidas as normas contidas neste regulamento e decisões oficializadas no Congresso Técnico da competição.

 

Art.11º A altura da rede, será conforme descrito:

 

Feminino:

2,24m - Categorias: 30+, 40+ e 45+

2,20m - Categorias: 50+ e 55+

2,15m - Categoria:   60+

 

Masculino:

2,43m - Categoria:   40+

2,40m - Categoria:   50+

2,35m - Categoria:   60+

 

Art.12º A bola oficial do Torneio será a MIKASA VLS 300.

Parágrafo Único: A organização irá oferecer as bolas para as partidas. As equipes deverão levar bolas para aquecimento.

 

Art.13º As partidas serão disputadas no sistema de pontos por rally em “melhor” de 3 sets de 25 pontos, sendo que o 1º e o 2º set terminarão obrigatoriamente em 25 pontos, não havendo diferença de 2 pontos entre as equipes.  O 3º set terminará obrigatoriamente em 15 pontos não havendo diferença de 2 pontos entre as equipes, com troca de lado de quadra no 8º ponto.

 

Art.14º As equipes deverão se apresentar uniformizadas para os jogos, com camisetas (ou top) e shorts (ou bermudas) iguais, devendo cada jogador estar identificado por um número diferente (de 01 a 99), identificados na frente e nas costas do uniforme de forma visível.

 

Art.15º As equipes no feminino, poderão inscrever em súmula para o jogo, no máximo 12 atletas.

Podendo estar relacionadas, entre as 12, até 2 (dois) líberos.

 

Art.16º As equipes no masculino, poderão inscrever em súmula para o jogo, no máximo 7 atletas.

 

Art.17º No feminino, as atletas que forem atuar na posição de líbero deverão ser indicadas antes do início de cada set. As líberos deverão usar uniforme contrastando dos demais; não poderão ser capitã; poderão efetuar saque e poderão deixar de ser líbero de um set para o outro.

 

Art.18º No feminino, serão permitidas até 6 substituições por set. No masculino será permitida 6 substituições por set, respeitando a regra de substituição da FIVB.

 

Art.19º Cada equipe, terá direito a 2 solicitações de tempo para descanso de 30´´ por set.

 

Art.20º  O critério para fins de classificação, será número de vitórias.

 

Art.21º Em caso de empate em número de vitórias entre duas ou mais equipes, para fins de classificação, será adotado o seguinte critério:

 

a)       Classificação por pontos

b)       Confronto direto

c)       Saldo de sets

d)       Sorteio

 

Vitória por 2x0 =     3 pontos

Vitória por 2x1=      2 pontos

Derrota por 1x2=    1 ponto                  

Derrota por 0x2=    0 ponto

Derrota por WO= - 1 ponto

 

 

Art.22º O critério de tolerância para atraso do início das partidas será de acordo com os parágrafos abaixo:

 

Parágrafo 1º - Tolerância de 18 minutos para o 1º set, sendo que, para a equipe atrasada, a cada minuto de atraso computa-se um 1 ponto a equipe adversária. No instante que a equipe atrasada se apresentar em quadra (condições imediatas de jogo), inicia-se a partida com os pontos no placar de acordo com os minutos de atraso da equipe. Se, ao término dos 15 minutos de atraso, a equipe atrasada não se apresentar em condições imediatas de jogo, a mesma, perderá o 1º set de 25x0. Ao iniciar o 2º set da partida a equipe atrasada estará perdendo a partida pelo placar de 1x0.

 

Parágrafo 2º - Vencido prazo de 15 minutos, respeita-se mais 3 minutos de intervalo entre o 1º e o 2º set, se a equipe não comparecer será considerada perdedora por WO.

 

Parágrafo 3º - Será considerada perdedora por WO a equipe que apresentar-se para jogar com menos de 06 (seis) jogadoras e/ou abandonar a partida.

 

Parágrafo 4º - Se duas equipes se apresentarem com menos de 6 jogadoras, ambas serão consideradas perdedoras por WO.

 

Parágrafo 5º - Será cobrada uma multa de R$ 500,00 do responsável da equipe que não comparecer ao jogo.(WO)

 

Parágrafo 6º - A equipe que deixar de comparecer em 2 (jogos), será eliminada da competição e deverá pagar as multas referentes ao WO.

 

Art.23º A relação nominal dos atletas que irão participar do jogo, bem como os documentos de identificação, deverão ser entregues ao apontador(a) da partida 10 minutos antes do horário do jogo.

 

Art.24º - Só poderão permanecer no recinto da partida as pessoas credenciadas e identificadas pela equipe de arbitragem.

Parágrafo único: O profissional identificado na Relação Nominal da equipe, como técnico, deverá ser profissional de Educação Física e possuir registro atualizado do CREF, cabendo ao responsável pela equipe à observação desse dispositivo legal.

 

Art.25º Após o preenchimento da súmula, em conformidade com a relação de atletas e integrantes do banco, não será permitida nenhuma modificação na mesma.

 

Art.26º Em caso de intempéries climáticas serão adotas os seguintes procedimentos:

 

Parágrafo 1º - Impossibilidade de iniciar a partida: após constatação da organização da impossibilidade de realização da partida, o critério adotado para efeito de classificação, será: as 2 equipes serão consideradas vencedoras pela pontuação menor, vitória de 2x1 = 2 pontos (25x24/24x25/15x14).

 

Parágrafo 2º - Partida em andamento interrompida: A organização será responsável por avaliar, se haverá ou não condições de jogo. Sendo constatado que existe algum risco à integridade física dos atletas e/ou falta de condições ideais para a continuação do jogo, a partida será imediatamente interrompida. O critério adotado para efeito de classificação será: em qualquer set (1º, 2º ou 3º) do jogo, considera-se vencedora pela pontuação menor a equipe que estiver a frente no placar por vitória de 2x1 = 2 pontos (25x24 /24x25 / 15x14).

 

Art.27º Todos os atletas e acompanhantes ao decidirem participar por livre e espontânea vontade do evento, assumem a responsabilidade por seus dados fornecidos, sendo conhecedor de seu estado de saúde e de sua aptidão física para participar do Torneio, aceitando o Regulamento Geral em sua totalidade. A Organização do Torneio não se responsabilizará por acidentes ocorridos antes, durante ou após os jogos e não tem responsabilidade sobre eventuais despesas médicas que o participante venha a ter durante o evento. Os participantes do II SAUÍPE FEST DE VÔLEI MASTER INTERNACIONAL 2019  terão direito à Assistência Ambulatorial do Sauípe Resorts.

 

Parágrafo único: em anexo apresentam-se as demais disposições técnicas do masculino.

 

VIII – DO SISTEMA DE DISPUTA

Art.28º O Torneio será desenvolvido de acordo com a quantidade de equipes inscritas em cada categoria.

 

IX – CONGRESSO TÉCNICO

Art.29º O sistema de disputa, a tabela geral dos jogos e demais disposições do evento, serão apresentadas no Congresso Técnico a ser realizado no dia 05/11/2019 às 18h na Sala Bahia 1, devendo obrigatoriamente ter a participação de 1 e no máximo 2 representantes de cada equipe

 

X – DA PREMIAÇÃO

Art.30º Serão premiadas com troféus a equipe campeã, a vice-campeã e 3º colocada de cada categoria.

 

Art.31º Serão premiadas com medalhas douradas, prateadas e bronzeadas as atletas que se sagrarem campeãs, vice-campeãs, 3ª colocadas. Todas as demais atletas, classificadas em 4ª colocadas, receberão medalhas de honra ao mérito.

 

Art.32º Será premiada 1 “atleta destaques” das respectivas categorias.

 

XI – DA CERIMÔNIA DE ABERTURA

Art.33º A Cerimônia de abertura oficial do evento será realizada dia 05/11/19, às 21h na Sala Bahia 1. É obrigatória a participação de todos os atletas inscritos no evento.

 

XII – DA ARBITRAGEM

Art.34º - Todas as partidas do Torneio serão dirigidas por árbitros exclusivos da competição.

 

Parágrafo único: O árbitro será a autoridade máxima dentro da quadra de jogo.  De suas interpretações técnicas não caberão recursos.

 

Art.35º Os relatórios deverão ser encaminhados, por escrito, a comissão organizadora até às 21h do respectivo dia em que tenha ocorrido o fato motivador do mesmo.

 

Art.36º Caso seja necessário, será constituída uma Comissão de Justiça Disciplinar da competição, para julgamento de transgressões e relatórios.

 

XIII – DA JUSTIÇA E DISCIPLINA

Art.36º A equipe que incluir irregularmente ou por má fé atleta fora de categoria, a atleta estará automaticamente eliminada daquela equipe.

 

Art.37º Se houver eliminação de equipe da competição, serão anulados todos os seus resultados obtidos.

 

Art.38º Todos os participantes desta competição (jogadoras, técnicos, diretores, acompanhantes, etc.), serão considerados conhecedores deste regulamento, devendo respeitá-lo e serão punidos os que venham a transgredi-lo em qualquer um de seus dispositivos legais.

 

XIV – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art.39º Os casos omissos neste Regulamento e nas demais normas que regem o Torneio serão resolvidos pela Organização Geral do evento: Prof. Luiz Henrique Augusto, Professor Fábio Trevisani e Cleide Sumaris.   

 

 

 

 

 

DISPOSIÇÕES TÉCNICAS – MASCULINO 4 X 4

 

 

 

1. Não existem posições determinadas na quadra, mas a ordem de saque deve ser mantida durante a partida.

2. Serão permitidas 6 substituições durante cada set, respeitando a regra de substituição da FIVB

3. Apenas 1 lançamento para saque é permitido. Não é permitida nenhuma outra tentativa de saque.

4. Os jogadores da equipe sacadora não devem impedir, com barreira, o adversário de ver o jogador no saque ou a trajetória da bola. A pedido do adversário eles devem deslocar-se lateralmente ou abaixar-se.

5. O contato do bloqueio não é considerado como um toque da equipe (idêntico ao voleibol indoor e diferente do voleibol de duplas de praia).

6. Não é considerada falta, se contatos simultâneos entre adversários por cima da rede resultam numa bola presa.

7. Um jogador não pode completar um ataque usando a “largada” de mão aberta direcionando a bola com os dedos.

8. Não há linha de ataque. Os jogadores podem atacar ou bloquear de qualquer parte da área de jogo.

9. Não há linha central. Os jogadores podem entrar no espaço do adversário, quadra e/ou zona livre, desde que não interfira nas ações do adversário.

10. O primeiro contato (recepção do saque, ataque suave, defesa e etc.) é o mesmo do Voleibol de Praia.

11. É proibido tocar em qualquer parte da rede ou da antena, exceto o contato acidental do cabelo.

12. Um jogador pode completar um ataque usando o toque de bola sem respeitar a trajetória perpendicular à linha dos ombros.

13. Cada equipe, terá direito a 2 tempos de descanso de 30” por set

14. As equipes jogarão 1 set em cada lado da quadra. No tie break, as equipes trocarão de quadra no 8º ponto (idêntico ao vôlei indoor).

15. Os casos omissos nessas disposições serão discutidos no Congresso Técnico a ser realizado dia 05/11/2019 às 18h na Sala Bahia 1 – Ala Terra –Sauípe Resorts

 

 

Organização Geral do evento: Prof. Luiz Henrique Augusto, Professor Fábio Trevisani e Cleide Sumaris.